Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Lou Pearlman com Aaron Carter, ex-Backstreet Boys

Evan Agostini

Criador dos Backstreet Boys morre na prisão

Lou Pearlman encontrava-se a cumprir uma pena de prisão de 25 anos por fraude

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Lou Pearlman, conhecido por ter criado bandas como os Backstreet Boys e os N Sync, morreu aos 62 anos.

O empresário encontrava-se a cumprir uma pena de prisão de 25 anos, por uma fraude no valor de 265 milhões de euros.

Em 1993, Pearlman juntou os cantores Nick Carter, AJ McLean, Howie D, Kevin Richardson e Brian Littrell, criando os Backstreet Boys, a boyband mais bem sucedida de sempre, que vendeu mais de 130 milhões de discos.

Dois anos mais tarde, formou os N Sync, dos quais saiu Justin Timberlake.

Em 2006, Lou Pearlman foi acusado de fraude, através de um esquema de investimento chamado Ponzi, e fugiu para a Indonésia, sendo preso um ano mais tarde.

Em 2008, o norte-americano admitiu ter lesado milhares de pessoas e cerca de dez bancos em centenas de milhões de dólares, ao longo de 20 anos.

Muitas das vítimas de Lou Pearlman eram seus amigos, familiares e reformados na casa dos 70 e 80 anos. Na altura, o juiz disse que retiraria um ano à pena por cada milhão de dólares que o empresário devolvesse.

Lance Bass, antigo membro dos N Sync, escreveu no Twitter: "Pode não ter sido um homem de negócios exemplar, mas não faria aquilo que adoro se não fosse ele. Descansa em paz, Lou".

Também Aaron Carter, ex-Backstreet Boys, assinalou a perda: "Não era o melhor homem de negócios, mas descobriu-me. O karma existe".