Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Nova perda para os AC/DC: baixista Cliff Williams sai no fim da digressão

O músico inglês anunciou a sua intenção de se reformar após o fim da digressão

É mais um duro golpe para os AC/DC e seus fãs: o baixista Cliff Williams anunciou a sua intenção de se reformar logo após o fim da digressão Rock Or Bust, cuja última data está marcada para o dia 20 de setembro deste ano.

Williams porá, assim, fim a uma relação com quase 40 anos. Salvo o guitarrista Angus Young, o baixista era o mais antigo membro dos AC/DC; Williams juntou-se à banda em 1977, tendo-se estreado em disco com Powerage, de 1978.

Numa entrevista ao magazine Gulfshore Life, Williams diz que na sua decisão pesaram as muitas saídas da banda nos últimos anos. "Perder o Malcolm [Young], aquilo com o Phil [Rudd] e agora o Brian [Johnson], é um animal transformado. Sinto [que a reforma] é o melhor a fazer", justificou.

Recorde-se que Malcolm Young, guitarrista e co-fundador dos AC/DC juntamente com o seu irmão mais novo, Angus, teve de sair da banda em 2014 após ser diagnosticado com demência. O baterista Phill Rudd abandonou a banda o ano passado, tendo sido condenado a oito meses de prisão domiciliária por ter ameaçado matar um antigo empregado.

Já o vocalista Brian Johnson deixou a banda no início deste ano, por recomendação médica - temia-se que, caso continuasse, pudesse ficar surdo. Johnson foi substituído na voz por Axl Rose, tendo sido dessa forma que os AC/DC se apresentaram em Portugal, em maio.