Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

É da Apple a tecnologia que impede fãs de filmar concertos

A multinacional de tecnologia registou a patente de um aparelho que impediria o uso de iPhones durante um espetáculo

Poderá ser o próximo passo na "guerra" que opõe os fãs que não se coíbem de fotografar os concertos a que vão, aos que se irritam com o simples vislumbre de um smartphone no ar. A Apple patenteou recentemente uma nova tecnologia que impede o público de fotografar não só concertos, mas também de captar imagens ou vídeo nos cinemas e em outros espetáculos ao vivo.

A tecnologia em questão consiste num emissor de infra-vermelhos que, situado num qualquer espaço onde a captura de imagem ou vídeo seja proibida, bloquearia as câmaras dos iPhones ali presentes. Tudo porque nesses sinais infra-vermelhos estariam códigos encriptados, que desativariam essa função.

A captura de imagens e vídeo não tem sido apenas uma batalha de fãs contra fãs; são vários os músicos que também se insurgem contra este "vício" - até porque, no caso dos vídeos de concertos, muitos acabam no YouTube, podendo conter canções não editadas que, dessa forma, chegam ao público muito antes do previsto.

Contudo, um website especialista em produtos da Apple, o 9to5Mac, afirma que esta tecnologia - cuja patente foi pedida em 2011 - já se encontra algo obsoleta. O website afirma que este sistema de infra-vermelhos foi ultrapassado pelo iBeacons, um aparelho bluetooth que poderia cumprir as mesmas funções e de um modo mais fiável. "Os infra-vermelhos são um modo de transmissão de dados algo antigo", diz.