Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Bruno Pedro Simões

Rita Carmo

Sean Riley & the Slowriders decidem continuar, após desaparecimento do baixista

Bruno Pedro Simões desapareceu no passado dia 9 de junho. A banda quebrou o silêncio para comunicar que irá continuar

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Os portugueses Sean Riley & the Slowriders, que este ano lançaram o seu quarto álbum, um trabalho homónimo, comunicaram que irão continuar, apesar do desaparecimento do seu baixista, Bruno Pedro Simões, no início deste mês.

Recorde-se que o automóvel do músico de 39 anos foi encontrado parado e vazio na ponte 25 de Abril, no sentido Lisboa-Almada, na madrugada de 9 de junho. A polícia considerou a observação das imagens das câmaras de segurança da ponte "inconclusiva".

Agora, os Sean Riley & the Slowriders publicaram no Facebook que, motivados pelos que são "mais próximos" do baixista, decidiram "continuar a andar. Sentimos que é o que o Bruno quereria".

"Convidámos o nosso irmão Nuno Filipe a regressar ao baixo, lugar que já ocupou no passado, e vamos manter todos os compromissos assumidos. Continuaremos a ser a família que sempre fomos, ainda que agora muito mais pobres. Muito obrigada a todos os que nos têm vindo a dar força e um até muito breve".