Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Phil Elverum

Editora independente K Records vende sede para poder pagar a músicos

A editora norte-americana é acusada de não pagar royalties a músicos como Phil Elverum, que recentemente criou uma página para ajudar a custear o tratamento oncológico da mulher

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

No passado mês de fevereiro, músicos como Kimya Dawson e Phil Elverum acusaram a editora que os representa, a K Records, de lhes dever dinheiro relativo a royalties.

Phil Elverum acrescentou que a comunicação com a editora tem, também, sido "complicada"; na resposta, o proprietário da K Records, Calvin Johnson, disse que a empresa não tinha dinheiro e que iria vender tudo o que pudesse para pagar aos seus credores.

Agora, segundo a imprensa norte-americana, a K Records vai vender a sua sede, um edifício que anteriormente funcionou como sinagoga e que está à venda por 399 mil dólares (350 mil euros).

Os músicos reconhecem que, nos últimos anos, receberam alguns pagamentos faseados, mas que as dívidas estão longe de ser saldadas.

Entretanto, Eric Williger, que trabalhou na contabilidade da empresa, afirmou à pitchforkmedia que a K Records deve dinheiro a cerca de 100 artistas.

O antigo funcionário ficou "desgostoso e zangado" ao saber que a mulher de Phil Elverum, Geneviève Castrée, sofre de cancro e que o músico teve de recorrer a uma campanha de crowdfunding para tentar custear os tratamentos oncológicos.

"Fiquei furioso por a editora não pagar a Phil todo o dinheiro que lhe deve imediatamente, fazendo os sacrifícios que fossem necessários. Isso era muito mais importante que tudo o resto: lidar com esse tipo de tragédia".

Apesar de todas as contrariedades, Calvin Johnson garante que a editora criada em 1982 em Olympia, no estado de Washington, não vai fechar.

Beck, Beat Happening (de Calvin Johnson), Built to Spill, The Go Team, Melvins, Mirah ou Modest Mouse são alguns dos artistas que editaram pela K Records, associada sobretudo aos movimentos indie rock e riot grrrl.