Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Anohni hoje no Coliseu de Lisboa: “Não uso a efeminação ou a feminilidade como plumas para atrair mulheres, como Prince ou Bowie”

A cantora apresentou-se ontem no Coliseu do Porto e chega hoje ao Coliseu de Lisboa. Veja parte da sua entrevista à revista E, do Expresso

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Anohni está esta semana em Portugal. Ontem apresentou-se no Coliseu do Porto e hoje atua no de Lisboa, num concerto onde deverá dar destaque às canções de Hopelessness, o disco lançado este ano.

À revista E, do Expresso, Anohni deu uma entrevista sobre este álbum, falando também sobre numerosos outros temas, como as razões que a levaram a identificar-se como mulher transgénero.

Sobre o papel de Prince e David Bowie na forma como os papéis associados aos géneros passaram a ser vistos, responde:

"A minha identidade enquanto pessoa transgénero não é uma performance que passe por desafiar estereótipos de género, nem é algo que eu 'tente' fazer. Quando era miúda, ouvia muito o Bowie e gostava da sua música e do seu coração. Sobre o Prince não sei muito. Mas, em ambos os casos, as suas performances de dandismo e efeminação serviram para amplificar o seu apelo viril enquanto homens heterossexuais. Essa não é a mesma experiência que uma criança ou um adulto transgénero têm. Não uso a efeminação ou a feminilidade como plumas para atrair mulheres, o que se verificava no caso do Prince e do Bowie".

Anohni atua hoje no Coliseu de Lisboa pelas 21h30. Os bilhetes custam entre 35 euros e 55 euros.