Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Festivais ATP chegam ao fim: leia a mensagem de despedida

O evento previsto para este ano, na Islândia, já não se vai realizar

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Começou em 1999 e chega agora ao fim a “aventura” ATP, uma série de festivais e outros eventos musicais cujo conceito passava, entre outros elementos, pela proximidade entre espectadores e músicos, que chegavam a ficar alojados no mesmo local, e pela forma como os cartazes eram escolhidos.

Ao longo destes 17 anos, o ATP realizou-se no Reino Unido, nos Estados Unidos e na Austrália, com cartazes a cargo de Jeff Mangum (Neutral Milk Hotel), Nick Cave & The Bad Seeds, Pavement, Jim Jarmusch, Mike Patton & Melvin, Sonic Youth, Mogwai (na foto) e Matt Groening (criador dos Simpsons), entre muitos outros artistas.

Há poucos dias, no NOS Primavera Sound, no Porto, o palco habitualmente conhecido como Palco ATP recebeu o novo nome de Palco . (ponto), mudança que poderá ter a ver com o fecho das operações da empresa ATP (All Tomorrow's Parties), radicada em Londres.

A braços com graves dificuldades financeiras há já alguns anos, o ATP anunciou hoje o cancelamento de um evento programado para a Islândia e o fecho das operações ao vivo.

"É com grande tristeza que anunciamos que os festivais e as promoções ao vivo ATP vão fechar. Depois de meses de especulação, perdemos o financiamento para [o evento na] Islândia e não conseguimos continuar, por isso vamos fechar todos os festivais e promoções ATP e abrir falência".

"O festival ATP na Islândia já não vai acontecer, mas todos os nossos outros concertos no Reino Unido vão ser transferidos para outros promotores, permanecendo os bilhetes válidos".

"Temos muita pena de não termos conseguido fazer isto funcionar, mas temos de aceitar que não podemos continuar".

O ATP agradece ainda a todos os seus apoiantes e aos "artistas incríveis que atuaram ou escolheram os cartazes ao longo dos anos, fazendo do festival um evento tão especial, enquanto durou".