Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rita Carmo

Baixista dos portugueses Sean Riley and the Slowriders está desaparecido desde quinta-feira

Em desenvolvimento

Carro do músico foi encontrado no tabuleiro da Ponte 25 de Abril, perto de Almada, onde reside

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Bruno Pedro Simões, de 39 anos, baixista do grupo Sean Riley & The Slowriders, encontra-se desaparecido desde a passada quinta-feira, dia em que o seu carro foi encontrado vazio no tabuleiro da Ponte 25 de Abril pela polícia. O desaparecimento do músico terá então sido comunicado à família, não se conhecendo até ao momento o seu paradeiro.

Junto do Comando Metropolitano de Lisboa, a BLITZ apurou que terá sido por volta das 16h50 do passado dia 9 que as autoridades foram alertadas para a presença de uma viatura vazia na Ponte 25 de Abril, imobilizada no sentido Norte/Sul. A polícia recolheu indícios na viatura, deu conhecimento do facto à Polícia Marítima e, juntamente com agentes do Comando de Setúbal, esteve na residência do músico em Almada, mas não foi possível apurar a sua localização. A observação das imagens das câmaras de segurança da ponte também se revelou, confirma o Comando Metropolitano de Lisboa, "inconclusiva".

Os Sean Riley & The Slowriders editaram no passado mês de abril o seu álbum mais recente. O registo homónimo é já o quarto de uma carreira iniciada em 2007. Bruno Simões passou por uma mítica banda de Coimbra, Tu Metes Nojo, assinou algumas colaborações com os Subway Riders e faz parte da equipa de produtores dos estúdios Black Sheep, de Sintra.

O músico esteve em Timor em trabalho até há cerca de um ano e dessa experiência resultou o tema "Dili", que se encontra no novo álbum da sua banda. Atualmente, Bruno Pedro Simões tem residência em Almada e, indicam as nossas fontes, deveria ser para lá que se dirigia no dia em que o seu carro foi encontrado no tabuleiro da Ponte 25 de Abril.