Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Queen não deixam Donald Trump usar “We Are The Champions”

Os britânicos juntam-se ao rol de bandas que não se querem associar de forma alguma ao candidato

Na passada terça-feira, Donald Trump alcançou a vitória na última jornada das votações primárias do Partido Republicano, que servem para escolher o candidato que representará o partido na corrida à Casa Branca.

Por ser uma noite de vitória, o candidato celebrou como milhões de pessoas por todo o mundo: com "We Are The Champions", dos Queen. Algo que não caiu bem a vários fãs da banda, e principalmente a Brian May, guitarrista da banda.

Num comunicado partilhado através do seu website, o músico afirma ter recebido imensas reclamações da parte dos fãs acerca do uso da canção por parte de Trump, julgando que os Queen haviam autorizado o mesmo. Mas May defende-se: "não houve permissão para usar esse tema, nem a mesma foi requisitada", escreve.

O músico afirma ainda que "independentemente da nossa opinião acerca das ideias do Sr. Trump, foi sempre contra a nossa política permitir que a música dos Queen seja utilizada como uma ferramenta de campanha".

May, que não é o primeiro artista a distanciar-se - e à sua arte - de Trump, garante ainda que irá "tomar medidas que nos desassociem da campanha presidencial de Donald Trump". O candidato ainda não comentou a situação.