Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

José Cid está de volta: pede desculpa aos transmontanos e ataca Tony Carreira

O músico deu uma entrevista na qual tornou a explicar o sentido das suas declarações - e a atacar Tony Carreira

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

José Cid deu uma entrevista na CMTV na qual voltou a abordar a polémica que o opõe aos habitantes de Trás-os-Montes.

Recentemente, a repetição de uma entrevista do músico no Canal Q, gravada há seis anos, causou a ira de muitos frequentadores das redes sociais, indignados com o facto de Cid se ter referido aos transmontanos como "pessoas medonhas, que nunca viram o mar".

"Num contexto de brincadeira, num programa de humor - e o humor é importante, pois revela alguma inteiligência - eu falhei, e depois veio um tsunami para cima de mim", começa por dizer.

"Sou ameaçado de morte, o que é uma coisa impensável. A minha mulher, que é uma cidadã do mundo, [e já] viu 38 pessoas serem fuziladas em casa dela - e agora é insultada com o pior nome que podem chamar a uma mulher", denuncia.

"As redes sociais tornaram-se um covil de ódios de estimação, maldades e perversidades onde as pessoas não sofrem consequências", lamenta José Cid, dizendo ser "talvez o cantor que mais canções escreveu sobre Trás-os-Montes: 'A Terra Mãe', 'São Salvador do Mundo', 'Para Lá do Marão', 'Norte'".

Na mesma entrevista, que pode ver aqui, José Cid fala também de Tony Carreira, mencionando o blogue que dá conta das semelhanças entre canções daquele artista e outros temas de músicos internacionais. "Eu sou membro honorário da Sociedade Portuguesa de Autores. Podem ganhar a vidinha como quiserem, mas não nos enganem", remata.