Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Morreu Muhammad Ali: as homenagens de Chuck D, Snoop Dogg e Ringo Starr ao “maior”

Muhammad Ali, um dos melhores pugilistas da história do desporto, morreu ontem aos 74 anos

Nasceu Cassius Clay, nome com o qual foi campeão olímpico com apenas 18 anos. Alterá-lo-ia para Muhammad Ali, depois de se converter ao Islão. Mas muitos chamavam-lhe, simplesmente, "o maior". Ali, um dos melhores pugilistas da história do desporto, morreu ontem aos 74 anos.

A sua morte deveu-se a complicações respiratórias, tendo o desportista falecido num hospital de Phoenix, no estado norte-americano do Arizona. Há 32 anos que Ali vinha lutando contra a doença de Parkinson - o combate mais duro de um homem que não se alheava do combate.

O boxe tornou-o numa estrela mundial, o homem teve um impacto profundo na cultura pop. São várias as canções que lhe fazem referência e reverência: "I Shall be Free No. 10", de Bob Dylan, "Boxing", de Ben Folds e "World's Greatest", de R. Kelly são só alguns exemplos.

Após a sua morte o mundo da música apressou-se, uma vez mais, a homenageá-lo. O primeiro a fazê-lo foi Chuck D, de cima do palco, ou do ringue, onde os Prophets Of Rage atuavam ontem à noite, no Palladium, em Hollywood. O rapper ergueu o punho fechado e pediu ao público que o acompanhasse.

Outras reacções partiram de artistas tão díspares como Sean Combs, Lionel Richie, Snoop Dogg, Cat Power e Ringo Starr, que partilharam nas redes sociais o seu pesar para com a morte d'"o maior". Leia aqui algumas dessas mensagens: