Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Wiz Khalifa processa a antiga editora e manager

O rapper diz que a Rostrum Records e Benjy Grinberg lucraram de forma indevida com a sua vida profissional

Wiz Khalifa processou a sua antiga editora, a Rostrum Records, e o fundador desta e seu ex-manager, Benjy Grinberg. Khalifa acusa-os de terem lucrado indevidamente com "todos os aspectos da sua vida profissional".

Segundo se pode ler no processo, o rapper alega que Grinberg lhe impôs oportunidades de negócio que beneficiariam muito mais o manager que ele próprio. Entre essas oportunidades contam-se o contrato de Khalifa com a Warner Music, que terá terminado com o lançamento do seu sexto álbum, em fevereiro.

Em declarações à Variety, o advogado de Wiz Khalifa diz que "o melhor conselheiro de um artista é o seu manager, e nada de bom acontece quando este faz negócios contra a vontade do artista".

Grinberg já respondeu ao processo, dizendo-se "desapontado" e afirmando que "é bastante desanimador ver um artista virar-se contra ti depois de o apoiares por muitos anos".

Em causa estarão os créditos presentes nos álbuns de Khalifa, que listam Grinberg como produtor executivo. O músico alega que tal se trata de "exploração comercial" de forma a que o antigo manager possa lucrar com os royalties dos discos.

O músico irá agora procurar ser ressarcido das suas perdas, exigindo à editora e a Grinberg um valor que ultrapassa o milhão de dólares. Recorde-se que Khalifa atuará em Portugal no dia 4 de agosto, sendo um dos nomes confirmados para o festival MEO Sudoeste.