Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Anohni vai andar mais de 150 quilómetros para protestar contra uma fábrica de urânio na Austrália

A artista, que este mês se apresenta nos coliseus de Lisboa e do Porto, vai participar numa marcha de oito dias

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Anohni vai juntar-se a uma marcha de oito dias pelo deserto australiano, em protesto contra a construção de uma mina de urânio.

A caminhada começa amanhã, sexta-feira, estendendo-se ao longo de cerca de 180 quilómetros.

O objetivo é chamar a atenção para o bem-estar dos aborígenes da zona ocidental do deserto australiano.

Na marcha participarão mais de 100 aborígenes Martu, cuja causa Anohni se propõe defender.

Em 2013, a cantora passou dez dias a viver com esse povo, doando também as verbas de concertos que deu para ajudar a comunidade.

A mina a cuja construção Anohni se opõe ficará a 80 quilómetros da zona habitada pelos Martu, devendo afetar a região a nível ambiental e de exploração de recursos.

Anohni lançou o álbum Hopelessness em maio e vem apresentá-lo em Portugal este mês (dia 21 no Coliseu do Porto e dia 22 no Coliseu de Lisboa).

Instagram