Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Amber Heard desmente estar a chantagear Johnny Depp

A atriz pediu o divórcio de Johnny Depp, acusando-o de violência doméstica. Amigo de Depp diz que Heard estará a chantageá-lo

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Amber Heard, que recentemente pediu o divórcio de Johnny Depp, acusando-o de violência doméstica, nega estar a chantagear o ator e músico, que na semana passada atuou em Lisboa com os Hollywood Vampires.

Depois das acusações de Heard, o humorista Doug Stanhope defendeu Depp, afirmando que a a atriz já avisara o marido que o iria deixar e mentir sobre ele.

Stanhope, que é amigo de Depp, diz ter estado em casa do ator no dia do alegado ataque, altura em que terá ficado a conhecer a sua versão dos acontecimentos.

"Ele abriu-se da forma mais vulnerável, [contando] que a Amber o ia deixar e estava a ameaçar mentir sobre ele publicamente, se não aceitasse as suas condições", escreveu Doug Stanhope, acusando a jovem de chantagem.

Amber Heard fez saber, através dos seus advogados, que estas acusações são "completamente falsas".

Entretanto, veio a público a informação de que, no processo de divórcio apresentado por Amber Heard, a norte-americana pede que o ator lhe pague uma pensão de 44 mil euros por mês. A fortuna de Johnny Depp estima-se em cerca de 360 milhões de euros.

O pedido de divórcio deu entrada no tribunal poucos dias depois da morte de Betty Sue Palmer, mãe de Johnny Depp, no passado dia 20 de maio.

Chamada à residência do casal, no dia do alegado ataque, a polícia diz não ter encontrado provas de crime.