Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Prince e Stevie Wonder

Getty Images

Stevie Wonder: “Se Michael Jackson era o Rei da Pop, Prince devia ser o Imperador”

Músico norte-americano recorda a última conversa que teve com Prince

Stevie Wonder defendeu, em entrevista à Rolling Stone, que "se Michael Jackson era o Rei da Pop, Prince devia ser o Imperador", recordando também a última vez que falou com o músico de Minneapolis, falecido a 21 de abril.

"Na última vez que o Prince e eu falámos, discutimos a necessidade de curar este mundo", recorda Wonder, "toda esta treta de querer o nosso país de volta e de "Voltar a Fazer da América Grande" - sempre foi grande. Só temos de impedir as pessoas de encherem a cabeça com mentiras e preconceitos e abri-las às novas possibilidades".

O músico diz ainda que se identificava com a forma como Prince via as coisas "porque crescemos ambos no Midwest, onde conhecemos todo o tipo de pessoas". "Ele era tão inspirado e inspirador", continua, "era amável, era disciplinado e sabia onde queria ir. Era capaz de fazer grandes mudanças".

"Se o Michael era o Rei da Pop, o Prince devia ser o Imperador. Ele lutou pela sua liberdade artística. Não deixava ninguém nem nada atravessar-se no seu caminho" diz ainda Wonder, "ao seguir o seu caminho, o Prince levou a música para um outro lugar, como os Beatles fizeram. Queria mudar o estado das coisas, como o Marvin Gaye fez. Quando fazes isso, tens de ter muita segurança em ti".

A terminar, o músico acrescenta: "se o Prince queria falar sobre amor e sexo, atirava-se de cabeça. E fazia-nos ver e sentir tudo isso com ele. A verdade é que ainda estou a tentar descobrir qual dos meus filhos nasceu porque eu ouvi o Prince".