Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rita Carmo

Muse hoje em Lisboa, a 360 graus e com um pé partido

Os Muse dão esta noite o primeiro de dois concertos na MEO Arena, em Lisboa

É já esta noite que os Muse irão dar o primeiro de dois concertos que a banda britânica agendou para Lisboa, naquela que será mais uma etapa da Drones World Tour, digressão em torno do seu último álbum, Drones, de 2015.

E não será demais repetir esta palavra. Nos seus espetáculos, a banda tem utilizado alguns drones como instrumento cénico, fazendo-os sobrevoar a audiência - o que se revelou algo perigoso durante um concerto em Londres, quando um deles se despenhou não provocando, contudo, quaisquer feridos.

Para além destes, há outra particularidade: o palco será montado no centro da MEO Arena, permitindo aos fãs uma visão total, a 360º.

Ainda que Matt Bellamy esteja de momento a recuperar de uma fratura no dedo do pé, não se espera menos que um óptimo espetáculo rock por parte do trio. No ano passado, após o concerto dos Muse no NOS Alive (o seu 11º por cá), a BLITZ rematava-o desta forma: «a competência permanece a correr forte nas veias dos três músicos, que há muito saíram da sombra do epíteto de novos Radiohead».

Competência, acima de tudo - e se esta vier aliada àqueles temas de sempre, o espetáculo está mais que garantido. Nos passados dias 18 e 20 de abril, a banda deu dois concertos na arena SSE Hydro, em Glasgow, onde Drones esteve, como é óbvio, muito bem representado.

Serão esses dois concertos, muito provavelmente, a formar a base do alinhamento que se ouvirá hoje e amanhã. É verdade que depois de Glasgow a banda ainda se apresentou no festival Top of the Mountain, na Áustria, mas, precisamente por ser em contexto de festival, o espetáculo foi bastante diferente.

Em Glasgow, ouviu-se "Dead Inside", "Psycho" e "Reapers", temas que têm estado omnipresentes até agora. Mas também houve "Plug In Baby", "Stockholm Syndrome", a sua versão para "Feeling Good" e, evidentemente "Knights Of Cydonia", sinal claro que os fãs antigos poderão ter muito por onde escolher. Os bilhetes já se encontram esgotados.

Veja aqui um vídeo do primeiro concerto em Glasgow: