Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Dulce Pontes canta Astor Piazolla e Charles Aznavour em novo disco

Em julho, a portuguesa apresenta Peregrinaje ao vivo em Espanha

A cantora portuguesa Dulce Pontes atua a 2 de julho, no Teatro Egaleo, em Leganés, nos arredores de Madrid, num concerto em que apresentará o seu próximo álbum, Peregrinaje (Peregrinação).

Dulce Pontes "fará uma antecipação do que será o seu próximo álbum", Peregrinaje, afirma a produtora do espetáculo, que não adiantou a data de edição.

Do alinhamento fazem parte, entre outros temas, "Vamos Niña", de Astor Piazzolla e Horácio Ferrer, "Alfonsina y El Mar", de Ariel Ramirez e Felix Luna, "Solo Le Pido a Dios", de León Gieco, "La Bohème", de Charles Aznavour e Jacques Plante, e "La Leyenda del Tiempo del Poema", de Federíco García Lorca adaptado por Ricardo Pachón, para o músico Camerón de la Isla (1950-1992).

Segundo a mesma fonte, Dulce Pontes "interpretará pela primeira vez em público alguns fados, alguns com novos arranjos", e canções do folclore português.

Dulce Pontes é acompanhada pelos músicos Amadeu Magalhães (gaita-de-foles, cavaquinho, bandolim e flautas), Fernando Silva (guitarra portuguesa), Daniel Casares (guitarra clássica), Paulo Silva (percussão), Juan Carlos Cambas (piano) e Davide Zaccaria (violoncelo).

Aos 46 anos, Dulce Pontes conta mais de 25 de carreira. Em 1991 venceu o Festival RTP da Canção, com "Lusitana Paixão".

A cantora e compositora recebeu já os prémios Luigi Tenco e Fondazione Maria Carta, em Itália, e o Amigo, para Melhor Solista Feminina, e o Microfone de Ouro, em Espanha, entre outras distinções.

AGÊNCIA LUSA