Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Falta menos de um mês para o concerto de Bruce Springsteen em Lisboa: saiba aqui o que esperar

O Boss está na capa da BLITZ de abril, ainda nas bancas. Leia aqui parte do artigo de Rui Miguel Abreu sobre a digressão que traz Springsteen de volta ao Rock in Rio Lisboa e conheça o alinhamento provável desse concerto

A etapa seguinte [da digressão] será a Europa, com Bruce e companheiros a chegarem a Barcelona no próximo dia 14 de maio para uma apresentação no Camp Nou a que se seguirá o Estádio Anoeta, em San Sebastian, antes da «aterragem» no Parque da Bela Vista, durante o Rock in Rio-Lisboa, a 19 de maio. Na Europa, Bruce tocará para audiências consideravelmente maiores das que tem encarado nos Estados Unidos durante a presente digressão. Esperam-no ainda 22 datas depois do concerto em Lisboa, em cidades de Espanha, Inglaterra, Irlanda, Escócia, Holanda, Alemanha, Dinamarca, Suécia, Noruega, Itália, Bélgica e França. Boa parte dos concertos acontecerá em estádios, pelo que o número de bilhetes vendidos deverá ser bastante dilatado. Particularmente interessante de seguir será a sua passagem por Paris, na AccorHotels Arena, a 11 e 13 de julho: os acontecimentos trágicos de 2015 merecerão, certamente, uma evocação especial de Bruce Springsteen embora, de acordo com os relatos das suas datas americanas, o porta-voz da América de colarinho azul ande estranhamente arredado de marcantes declarações políticas, preferindo manter-se neutro em época de primárias bastante agitada no seu país.

Nestes concertos, Bruce Springsteen não tem feito questão nenhuma de fingir que não há três décadas e meia a separá-lo do material original que agora interpreta. Em Chicago, antes de «I Wanna Marry You», Bruce explicou que essa era «uma canção de juventude – o amor em toda a sua glória e todas as suas primeiras hesitações antes de a realidade se instalar; não era real, mas eu tinha que começar por algum lado». Já em Pittsburgh, mesmo no arranque da digressão, Bruce descodificou parte da alma do álbum que agora revisita: «uma das coisas sobre as quais que escrevi em The River foi o tempo. Ontem à noite, um amigo meu disse-me que o tempo nos apanha a todos. Temos uma quantidade limitada de tempo para fazermos o nosso trabalho, tomarmos conta da nossa família, para tentar fazer algo de bom». De certa forma, ao revisitar este álbum, Bruce está a dizer a si mesmo que conseguiu cumprir as promessas então enunciadas. Ao seu lado, em palco, está ainda a mulher Patti Scialfa, com quem mantém uma relação desde finais dos anos 80, após ter posto um fim no seu primeiro casamento com a modelo Julianne Phillips.

Alinhamento provável do concerto de Bruce Springsteen a 19 de maio, no Rock in Rio Lisboa

1. Meet Me in the City

The River

2. The Ties That Bind
3. Sherry Darling
4. Jackson Cage
5. Two Hearts
6. Independence Day
7. Hungry Heart
8. Out in the Street
9- Crush on You
10. You Can Look (But You Better Not Touch)
11. I Wanna Marry You
12. The River
13. Point Blank
14. Cadillac Ranch
15. I'm a Rocker
16. Fade Away
17. Stolen Car
18. Ramrod
19. The Price You Pay
20. Drive All Night
21. Wreck on the Highway
22. Badlands
23. The Promised Land
24. Because the Night (Patti Smith Group)
25. The Rising
26. Jungleland
27. Thunder Road

Encore:
28. Born in the U.S.A.
29. Born to Run
30. Dancing in the Dark
31. Rosalita (Come Out Tonight)
32. Tenth Avenue Freeze-Out
33. Shout (The Isley Brothers)