Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Laura Jane Grace, vocalista transgénero dos punks Against Me!, protesta contra leis anti-LGBT da Carolina do Norte... tocando lá

A vocalista dos Against Me! diz que não quer desapontar os seus fãs, vendo o concerto como "uma oportunidade"

Os Against Me!, banda punk da Flórida cuja vocalista é transgénero, irão manter o concerto que têm marcado na Carolina do Norte para o próximo mês de maio.

A decisão de Laura Jane Grace, que se assumiu transgénero em 2012, vai contra o boicote efetuado por artistas como Bruce Springsteen e Ringo Starr.

Contudo, a vocalista diz que esta será uma oportunidade para protestar a lei. "O que esta lei faz é incutir medo em pessoas transgénero, e quando fazem de ti um alvo, a reação natural é esconderes-te", explicou. "É por isso que ir lá e estar visível é muito mais importante".

Grace não deixou de elogiar Bruce Springsteen e de lhe agradecer pela posição tomada, mas explicou que, sendo ela própria discriminada por esta lei, a decisão de cancelar ou não o concerto não foi tão simples. A cantora recusa-se a desapontar os seus fãs, muitos dos quais serão igualmente transgénero.

"Os moradores transgénero não podem boicotar o seu próprio estado", disse, apelando ainda aos músicos que não boicotem a Carolina do Norte, mas que ali atuem e doem os lucros a organizações pró-LGBT.

Além disso, a vocalista considera que o impacto de um eventual boicote seria muito diferente no caso dos Against Me!. "O Bruce Springsteen calcelar um concerto tem um efeito financeiro notório. Se eu cancelar um concerto, ninguém irá reparar", explicou, acrescentando, "a única coisa que [um cancelamento] faria seria prejudicar os fãs e as pessoas que já compraram bilhete, e que poderiam ser educadas".

Os Against Me! apresentar-se-ão em Durham, no dia 15 de maio, sendo que os lucros obtidos com o concerto serão doados à Time Out Youth, uma organização LGBT sediada em Charlotte.