Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Os melhores momentos da história da pop (que nunca aconteceram)

O jornal britânico The Guardian compilou uma lista com 50 melhores momentos não concretizados da história da pop

A música pop dos séculos XX e XXI teria sido muito diferente caso David Bowie tivesse produzido um álbum de Elvis, Jimi Hendrix tivesse formado uma banda com Miles Davis e Paul McCartney, ou os Wu-Tang Clan tivessem colaborado com Björk no primeiro disco da cantora.

Estes são só alguns dos exemplos dados pelo jornal britânico The Guardian, que compilou recentemente uma lista com os 50 melhores momentos da história da pop que, por uma razão ou outra, não chegaram a acontecer. É o caso de Adele, que tentou chamar até si Phil Collins e Damon Albarn, sem sucesso.

A lista contém várias surpresas: fica-se a saber que a versão original de "Believe", êxito de Cher nos anos 90, soava a Stone Roses; que Britney Spears chegou a trabalhar com James Murphy, dos LCD Soundsystem; e que Bruce Springsteen gravou uma versão "eléctrica" de Nebraska, de 1982. Leia aqui mais alguns exemplos e consulte a lista completa através deste link.

- Rihanna rejeitou vários temas que entretanto se tornaram um êxito: "Lean On", de Major Lazer ou "We Can't Stop", de Miley Cyrus, por exemplo.
- Lady Gaga e Kanye West cancelaram uma digressão conjunta, em que ambos atuariam ao mesmo tempo - cada um de um lado oposto da sala.
- Elvis Presley pediu a David Bowie que produzisse um disco seu, sendo que Bowie compôs "Golden Years" a pensar em Elvis.
- Michael Jackson e Madonna deveriam ter colaborado em "In The Closet", canção de 1991, mas o rei da pop rejeitou as letras da rainha.
- Rod Stewart escreveu, na sua autobiografia, que ponderou formar um trio com Elton John e Freddie Mercury.