Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rock in Rio chega à Amazónia

O Rock in Rio vai promover espetáculo naquela região e quer plantar pelo menos um milhão de árvores

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

O Rock in Rio anunciou ontem o projeto Amazónia Live, que terá repercussão em todas as edições do festival - incluindo em Portugal - até 2019.

A apresentação aconteceu no Rio de Janeiro, com participação da Orquestra Sinfónica Brasileira (OSB), conduzida pelo maestro Roberto Minczuk, além do guitarrista Andreas Kisser e do tenor Saulo Lucas.

Com este projeto, o Rock in Rio quer plantar pelo menos um milhão de árvores na Amazónia, com vista à restauração de algumas zonas do Rio Xingu (afluente do rio Amazonas).

Para despertar a atenção para esta missão, realizar-se-á um grande espetáculo num palco em forma de folha, montado sobre as águas do Rio Negro, a 27 de agosto.

Neste espetáculo atuarão o tenor Plácido Domingo, com a OSB e Saulo Lucas, e a cantora Ivete Sangalo, que na mesma data atuará gratuitamente para 200 mil pessoas em Manaus.

Com parte das verbas conseguidas com a venda dos bilhetes e a ajuda de parcerias, a organização do Rock in Rio planeia, então, plantar pelo menos um milhão de árvores na Amazónia.

"Estamos a garantir a plantação de um milhão de árvores e, com a ajuda dos parceiros e fãs do festival, queremos chegar a cerca de três milhões de novas árvores na região", explicou ontem Roberto Medina, criador do Rock in Rio.

"Vamos chamar a atenção do mundo inteiro para um problema urgente e mostrar que é possível plantar, sobretudo, esperança. [Um] dado que merece a nossa atenção é o facto de a Amazónia ter 20% de toda a água doce do planeta e isso não se pode perder”, acrescentou o presidente do festival.

Em Portugal, a Quercus será um dos elementos envolvidos no projeto, cabendo-lhe a validação técnica do mesmo.

Nas redes sociais, cada pessoa será convidada a plantar uma árvore na Amazónia. Em Portugal, o arranque da campanha de doações é amanhã, 6 de abril.

O investimento total no Amazónia Live será de cerca de 7 milhões de euros, incluindo custos de plantação, assistência técnica, monotorização e gestão, campanhas de media, produção do espetáculo e custos logísticos.