Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Guns N' Roses

Antiga manager dos Guns N’Roses comenta a reunião, os AC/DC e os primeiros dias da banda

Vicky Hamilton recordou os primeiros tempos da banda norte-americana

A antiga manager dos Guns N' Roses, Vicky Hamilton, recordou os primeiros tempos da banda numa entrevista à Rolling Stone.

Hamilton encontra-se neste momento a promover um livro sobre esse período na carreira dos Guns, intitulado Appetite For Dysfunction.

Na entrevista, a manager descreve a primeira vez que conheceu Axl Rose, numa altura em que a banda ainda respondia pelo nome Hollywood Rose.

Axl e Izzy Stradlin, conta, entraram-lhe pelo escritótio dentro com uma boombox e uma maqueta contendo três das canções que acabariam por fazer parte de Appetite For Destruction, o seu primeiro álbum. Hamilton acabaria por marcar alguns concertos da banda.

Contudo, nem tudo foram rosas, passe o pleonasmo: a banda acabaria por ir morar para o apartamento de Hamilton, após Axl ter sido acusado por uma rapariga de violação. "Havia caixas de pizza e beatas na carpete, montes de cigarros no cinzeiro, garrafas de cerveja e de Jack Daniel's vazias na mesa...", conta.

Não só isso, como o contrato assinado pelos Guns N' Roses com a Geffen, em 1986, significou o fim da sua relação. "Não falo com o Axl desde os anos 80", assumiu, revelando também que comunica ocasionalmente com os restantes membros da banda.

Foi, aliás, através de Slash que Hamilton soube que a formação clássica dos Guns N' Roses se iria reunir. "Falei com o Slash em novembro, e ele disse-me que os rumores de uma reunião eram mentira. Passado um mês, confirmou-os", revelou.

Hamilton recusa apostar que tudo corra bem nesta segunda vida dos Guns clássicos mas, segundo conta, a própria banda terá interesse em que tal aconteça - visto que só serão pagos se cumprirem todas as datas da digressão.

Quanto aos rumores que dão Axl Rose como certo nos AC/DC, para substituir o vocalista Brian Johnson, Hamilton diz que têm uma ponta de verdade. "O Axl pode vir a mudar de ideias e cancelar, mas a intenção dele é ir cantar [com os AC/DC]", esclareceu.