Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Sensible Soccers e Holy Nothing em festival Som Riscado, que começa hoje em Loulé

A primeira edição do Som Riscado comporta concertos e performances; exposições e instalações, debates e formação

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Começa hoje, 31 de março, em Loulé, no Algarve, o festival Som Riscado, que se propõe a cruzar música e imagem.

A primeira edição do festival, em modo ano zero, comportará três vertentes: concertos e performances; exposições e instalações, debate-reflexão e formação.

O Som Riscado oferecerá também programação para famílias e crianças.

No que toca a concertos, atuam amanhã, 1 de abril, os Sensible Soccers, em estreia no Algarve, em colaboração com a realizadora louletana Ana Perfeito, e os Holy Nothing.

Também o contrabaixista Carlos Barretto e o acordeonista algarvio João Frade irão "dialogar" com o fotógrafo de Loulé Vasco Célio e o pianista Filipe Raposo encontrar-se-á com o criativo Beau McClellan e o ilustrador e designer gráfico António Jorge Gonçalves.

Por fim, os Boris Chimp 504, projeto audiovisual da dupla Miguel Neto e Rodrigo Carvalho, estarão no festival a apresentar o primeiro álbum, Multiverse, enquanto os Sampladélicos juntar-se-ão ao músico Sílvio Rosado e ao documentarista Tiago Pereira (d’A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria), com uma performance audiovisual criada a partir das gravações de práticas musicais e ambientes sonoros do concelho de Loulé, nomeadamente das suas zonas rurais.

Pode ver a programação completa do Som Riscado aqui.

O festival decorre até domingo, 3 de abril, com atuações ao vivo (grátis) e outras no Cine-Teatro Louletano (pagas).

O passe custa 15 euros e os bilhetes diários 8 euros (5 euros para maiores de 65 euros e menores de 30 anos). Hoje, 31 de março, a entrada é livre em todos os espetáculos.

Veja aqui o horário dos principais concertos:

1 de abril

22h00
My paradise is better than yours [performance com improvisação musical sobre fotografia]
Vasco Célio, Carlos Barretto e João Frade
Cine-Teatro Louletano

23h30
Sensible Soccers & Ana Perfeito [concerto]
Cine-Teatro Louletano

2 de abril

15h30
Sampladélicos (lição de Loulé) [performance audiovisual]
Tiago Pereira e Sílvio Rosado
Auditório do INUAF (Rua Vice-Almirante Cândido dos Reis)

21h30
Multiverse [Live Act Audiovisual], por Boris Chimp 504
Cine-Teatro Louletano

22h45
Holy Nothing & Rui Monteiro [concerto]
Cine-Teatro Louletano

3 de abril
19h00
Carta-branca [performance audiovisual] a Beau McCLellan, Filipe Raposo e António Jorge Gonçalves
Cine-Teatro Louletano