Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Como Jim Morrison, dos Doors, previu a música de dança eletrónica em 1969

A Rolling Stone relembrou uma entrevista com o líder dos Doors, em 1969, onde este parece prever muita da música que se faz hoje

A revista norte-americana Rolling Stone relembrou recentemente uma entrevista com Jim Morrison, vocalista dos Doors, ocorrida em 1969, e na qual o músico parece prever a música de dança eletrónica que se faz hoje.

À altura, Morrison comentou com o jornalista Jerry Hopkins sobre qual poderia ser o próximo passo da música: "consigo imaginar um artista solitário com várias cassetes e [aparelhos] elétricos... como uma extensão do Moog - um teclado com a complexidade e riqueza de uma orquestra inteira", disse, antevendo não só a popularidade dos sintetizadores como também dos DJs e produtores de música eletrónica.

Morrison também não falhou por muito, no que ao "quando" dizia respeito. "Ouviremos falar disso dentro de alguns anos. Quem quer que seja, gostava que fosse imensamente popular, que desse concertos enormes e não se limitasse a fazer álbuns", comentou, 15 anos antes do house se popularizar em Chicago. Para além de poeta, seria o líder dos Doors um profeta?