Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Kesha

Kesha apela da decisão do tribunal e compara-a a “escravatura”

Artista norte-americana quer ver-se livre de um contrato que não a permite trabalhar sem a interferência de Dr. Luke, produtor que acusou de abuso sexual

Kesha vai apelar da decisão do tribunal de manter o seu contrato discográfico com a Sony, que implica a continuação da sua relação profissional com o produtor Dr. Luke, que acusa de abuso sexual.

Segundo uma declaração citada pela Rolling Stone, os advogados da artista defendem que a juíza cometeu erros e comparam a situação a escravatura, visto que Kesha estaria obrigada a trabalhar com interferência do produtor, cujo verdadeiro nome é Lukasz Gottwald.

"Apesar de reconhecer que 'a escravatura acabou há muito tempo'... a decisão do tribunal que obriga Kesha a trabalhar para as empresas de Gottwald, supostamente sem o seu envolvimento, vai nesse sentido", pode ler-se no texto enviado para o tribunal ontem.

Os advogados também contrariam a opinião da juíza no que diz respeito aos danos que toda esta situação causou à carreira da artista, citando especialistas da indústria musical que defendem que "a fama de uma jovem estrela pop desvanece rapidamente e permanentemente se esta se afastar".

Recorde-se que Dr. Luke nega as acusações de Kesha.