Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Rolling Stones

Concerto dos Rolling Stones em Cuba adiado por causa de Obama

A banda britânica atuará em Havana no dia 25 de março, poucos dias após a visita do chefe de estado norte-americano

Os Rolling Stones irão tocar em Havana, Cuba, na próxima sexta-feira, naquele que será um concerto histórico. Mas a não menos histórica visita de Barack Obama, presidente dos E.U.A., à ilha "obrigou-os" a adiar o espetáculo.

De facto, os Rolling Stones deveriam ter atuado na capital cubana no passado domingo - mas ao tomarem conhecimento de que Obama visitaria a ilha no mesmo dia, a banda decidiu adiar o seu concerto para não ter a "concorrência" do chefe de estado.

O diretor de produção dos Rolling Stones, Dale Skjerseth, brincou com a situação, dizendo à Reuters que Obama "é a banda de abertura".

Estima-se que o concerto junte cerca de 500 mil espectadores no Coliseo de la Ciudad Deportiva, em Havana, onde se desenrolará. O concerto será gratuito, sendo que que os bilhetes serão oferecidos por ordem de chegada.

Os Rolling Stones serão o primeiro grande nome do rock a atuar em Cuba desde a revolução de 1959, tendo Fidel Castro proibido este género musical em 1961, por o considerar uma "má influência Americana".

Esse estigma tem vindo a alterar-se na última década, sendo que os Manic Street Preachers, Sepultura e Audioslave já atuaram em Cuba desde então.