Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

KISS

Gene Simmons, dos KISS, vira-se para o hip-hop, depois de “matar” o rock. “O rap vai morrer. No próximo ano ou daqui a 10 anos”

Vocalista e baixista da banda norte-americana assume-se insatisfeito com os topes de música pop e critica estrelas como Madonna, Lady GaGa ou Shakira

Gene Simmons, vocalista e baixista dos KISS, diz estar ansioso pela "morte do rap" e criticou estrelas pop como Madonna e Lady GaGa, a quem chama de "divas disco". Estas declarações foram feitas em entrevista à Rolling Stone e chegam dois anos depois de o músico ter defendido que o rock morreu.

"Quero que a música volte a apostar nas letras e na melodia em vez de ser só falada", defendeu Simmons, "pelo que sei, a definição de uma canção é letra e melodia... ou apenas melodia". O músico vaticinou o fim do hip-hop: "o rap vai morrer. No próximo ano, daqui a 10 anos, seja quando for, e depois vai surgir outra coisa. E isso é bom e saudável".

Depois de repetir que o rock morreu ("não há bandas novas. Adoro os Foo Fighters, mas eles têm 20 anos"), Simmons virou-se para as artistas pop, defendendo, primeiro, que Lady GaGa devia deixar a música disco e "a dança do varão": "se juntasse uma banda rock, seria legítimo, porque ela é boa. Sabe escrever canções, tocar instrumentos e sabe mesmo cantar. E percebe a qualidade destemida do espetáculo. Adoraria ouvi-la a fazer música ao jeito dos Queen. Ela consegue fazê-lo. A Madonna não".

E continuou: "o meu problema com as divas disco que vão para o palco - e adoro a Jennifer Lopez e a Ciara e a Shakira e a Madonna e todas as raparigas com nomes que terminam em 'a', são muito talentosas, à sua maneira - é que são desonestas. Têm uma gravação por trás. É como um bar de karaoke. O karaoke é mais honesto, porque sabes que é karaoke".

Sobre a música eletrónica, Simmon defendeu que é "honesta". "Tens um gajo em palco que não faz nada. Carrega num botão e põe as mãos no ar. Não finge que está a fazer playback. Tem um espetáculo de luz e é uma relação honesta".