Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Terceiro Westway Lab acolhe em Guimarães concertos de Filho da Mãe, PAUS e Rui Maia

O evento decorre em abril e contempla ainda conferências e outras iniciativas

A terceira edição do Westway Lab Festival vai decorrer em Guimarães de 6 a 16 de abril, contando com concertos de Filho da Mãe (na foto), PAUS, Rui Maia e do trio holandês My Baby, anunciou hoje a organização.

Em comunicado, a organização do Westway Lab, que é o "primeiro e único evento Pro em Portugal ligado à rede ETEP" (Programa Europeu de Intercâmbio de Talentos, na sigla em inglês), revelou também a participação como oradora principal da presidente executiva da Associação Europeia de Companhias Independentes de Música (Impala, na sigla original), Helen Smith.

Em fevereiro, a organização já havia anunciado que o presidente executivo da Merlin, que agrega mais de 20 mil editoras independentes, iria estar em Guimarães para a conferência PRO do Westway Lab Festival, que apresentará a música nas vertentes "processo, pensamento e produto".

O Westway Lab vai contar com "residências artísticas, talks, showcases, conferências Pro e concertos", incluindo "nomes de referência no panorama nacional e internacional [que] vão passar pelo festival, num formato inovador que visa aproximar profissionais da área e público em torno da criação artística".

Sobre as residências artísticas, que arrancam no dia 6, embora o programa de conferências decorra apenas entre 14 e 16 de abril, o festival refere que "o desafio é forte e original", pretendendo "formar um projeto musical temporário ou até efémero, combinado entre músicos nacionais e internacionais".

"Um processo de criação sem rede onde o 'choque cultural' é promovido enquanto ponto de partida para uma residência de curta duração que resultará em algo de muito imprevisível e autêntico no palco. Esta é também uma nova forma de encarar a criação contemporânea em tempo real, sem concessões, fórmulas ou predefinições, respondendo em corpo presente ao virtualismo dos dias que correm", pode ler-se no comunicado.

AGÊNCIA LUSA