Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Dr. Luke nega despedimento por parte da Sony

Produtor responde aos rumores que davam conta de que a Sony estaria prestes a despedi-lo

O produtor Dr. Luke reagiu já aos rumores que davam conta de que a Sony estaria prestes a pôr fim ao seu contrato.

Segundo o seu advogado, tais relatos não correspondem à verdade: "O Luke tem uma excelente relação com a Sony. Os seus representantes estão regularmente em contacto com executivos da Sony, e [o possível despedimento] nunca foi colocado em cima da mesa", disse, em comunicado.

Quanto à Sony, escusou-se a comentar esta notícia. Ontem, surgiram relatos de que a empresa estaria a negociar o fim do seu contrato com o produtor Dr. Luke, devido às acusações de abuso sexual e emocional feitas por Kesha.

Recorde-se que a cantora levou o caso até tribunal no intuito de se livrar do contrato que tem com a Sony Music e com Dr. Luke, mas sem sucesso, visto que um juiz deu razão ao produtor.

Contudo, apesar de ter ganho em tribunal, a imagem do produtor ficou manchada pelas acusações de abusos. O apoio que Kesha tem recebido por parte do público e de colegas da indústria do entertenimento, como Lady Gaga, Adele ou Taylor Swift, poderia ditar uma vitória para Kesha fora dos tribunais.

Nessa situação, a Sony acabaria mesmo por despedir o produtor, tendo em conta o caos mediático em que se tornou o caso. De acordo com uma fonte dentro da empresa, "que ele ainda não tenha sido despedido é estranho, especialmente para quem trabalha no edifício".

No entanto, um eventual despedimento teria sempre que ser acordado entre ambas as partes, visto que as acusações de abusos não foram provadas, e por conseguinte condenadas, em tribunal.