Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Baroness,entrevistados na BLITZ de março, pedem desculpa a fã assediada em concerto

A banda tomou conhecimento da queixa de uma fã, assediada por outro espectador num concerto, e lamentou o sucedido

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Os norte-americanos Baroness criticaram a atitude de um espectador de um concerto que deram recentemente em Birmingham, Inglaterra.

A banda tomou conhecimento do post publicado por uma fã, que foi ao espetáculo sozinha e acabou por ser assediada por um homem, que se roçava na sua perna "como um cão com o cio", perseguindo-a pela sala do concerto quando a jovem tentava escapar e fazendo comentários "impróprios".

Rosie Solomon apresentou queixa na esquadra mais próxima por assédio sexual e, no artigo que escreveu posteriormente, apela às vítimas de situações do género que façam o mesmo.

Indignados com a situação, os Baroness escreveram um comunicado, onde avisam o homem acusado de assédio sexual para "ficar longe" da banda e dos seus fãs. "Não precisamos de ti nem te queremos no nosso público".

"Temos zero tolerância para sexismo ou qualquer forma de comportamento intolerante ou insensível. Todos os dias, no mundo real e funcional dos Baroness em digressão, testemunhamos que o género de uma pessoa não tem qualquer peso na sua capacidade, força ou inteligência".

"Além disso, somos extremamente sensíveis à disparidade de género que pode existir, sobretudo no meio da música rock e metal, e sentimo-nos envergonhados ao saber que a Rosie, ou qualquer outra pessoa, possa ter tido uma experiência tão horrível num concerto nosso".

Os Baroness são uma das bandas entrevistadas na BLITZ de março, já nas bancas.