Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Alice Cooper: o episódio da galinha existiu mesmo

Antigo baixista da banda de Alice Cooper garantiu a veracidade de um episódio ocorrido em 1969

Na mesma medida em que Ozzy Osbourne será para sempre relembrado pelo seu episódio com um morcego, Alice Cooper sê-lo-á por causa de uma... galinha.

Reza assim a história: durante um concerto em 1969, em Toronto, um fã terá atirado uma galinha para o palco, que foi então devolvida ao público pelo vocalista. Público esse que, de pronto, despedaçou o animal e atirou partes do cadáver deste para cima do palco.

Recentemente, o baixista Dennis Dunaway, membro original da banda de Alice Cooper, esclareceu todo o caso. A galinha era, na verdade, pertença da banda e tida como um animal de estimação da mesma.

O músico relembrou esta história no seu livro de memórias, Snakes! Guillotines! Electric Chairs!: My Adventures in the Alice Cooper Group, lançado em 2015 e cuja versão áudio foi agora disponibilizada.

Segundo Dunaway, a banda passou a andar com duas galinhas em digressão após um concerto em Detroit. "Uma das partes de guitarra do Glen [Buxton] lembrava-me o cacarejar de uma galinha, por isso arranjámos duas para ter em palco nesse momento", explica.

Essa ideia foi então posta em prática durante vários concertos, até esse dia fatídico em Toronto no qual Cooper, sem querer, atira a galinha ao ar... Fazendo com que ela aterrasse em cima do público que, aí sim, destroçou o animal.

O episódio, que chocou tanto a banda como a audiência, terá contribuído para a reputação de Alice Cooper e seus comparsas, que a partir daí se tornaram notórios.

Durante uma aparição no programa da VH1 Behind The Music, Cooper recordou uma conversa com Frank Zappa: "perguntou-me se eu matei a galinha, e eu disse-lhe que não. E então ele disse-me para não dizer a ninguém, porque naquele momento eu era a personagem mais infame de sempre", revelou.