Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

LCD Soundsystem: quanto vale um regresso?

A banda de James Murphy está de regresso aos palcos, atuando em Paredes de Coura em agosto, e aos discos. Na BLITZ de março, Mário Rui Vieira escreve sobre o trajeto dos nova-iorquinos

O sucesso do primeiro álbum dos LCD Soundsystem, lançado em 2005, beneficiou também de toda aquela "cena" que voltava a juntar a música de dança ao punk e levava esse "casamento" a um público alargado, não circunscrita ao catálogo da DFA e na qual podiam ser incluídos os canadianos Death From Above 1979, os escoceses Franz Ferdinand, os californianos !!! ou mesmo os nova-iorquinos Radio 4 e Yeah Yeah Yeahs. A banda de Murphy tornou-se um dos pontas de lança desse movimento, continuando a construir reputação em palco, com atuações memoráveis (os fãs portugueses lembrar-se-ão, certamente, dos concertos no festivais Paredes de Coura, em 2004, Sudoeste, em 2005 - ano em que passaram também pelo Lux, em Lisboa -, Super Bock Super Rock, em 2007, e Alive em 2010), e fora dele, com um segundo álbum que rapidamente se tornou um clássico.

Sound of Silver, editado em 2007 e considerado pela redação da BLITZ o melhor álbum internacional do ano. Esse disco recolheu elogios por toda a parte e juntava algumas das canções mais marcantes da banda: de "North American Scum", o primeiro single, a "New York, I Love You But You're Bringing Me Down", passando por "Time to Get Away" e, claro, "All My Friends". This is Happening, o terceiro longa-duração, chegaria às lojas menos de um ano antes de a banda anunciar a separação. Apesar de ter figurado em várias listas de melhores do ano, "Drunk Girls" ou "I Can Change" não deixaram a marca de canções anteriores. Um ano após o espetáculo no Madison Square Garden, era exibido no festival de cinema de Sundance o derradeiro encerrar de capítulo: Shut Up and Play the Hits, documentário realizado por Dylan Southern e Will Lovelace, retratava aquelas que se acreditava serem, então, as últimas horas de vida dos LCD Soundsystem. O filme, posteriormente editado em DVD, tem Murphy como grande protagonista e segue-o antes, durante e no imediato "depois" do último concerto.

Para ler o artigo na íntegra, consulte a BLITZ de março, jás nas bancas,

A BLITZ de março já está nas bancas, com Kanye West na capa, um CD grátis de Xutos e muitos artigos e entrevistas

A BLITZ de março já está nas bancas, com Kanye West na capa, um CD grátis de Xutos e muitos artigos e entrevistas