Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Agir vence Prémio José da Ponte

O músico venceu o prémio que distingue jovens criadores musicais portugueses, com o valor pecuniário de 2 mil euros

O músico Agir venceu o Prémio José da Ponte, que distingue jovens criadores musicais portugueses, com o valor pecuniário de 2.000 euros, anunciou hoje a Sociedade Portuguesa de Autores (SPA).

Em comunicado, a SPA afirma que o musico Agir "tem vindo a afirmar-se como um dos mais talentosos músicos portugueses das novas gerações"

O troféu foi criado pela SPA, após a morte de José da Ponte, em janeiro do ano passado, e será entregue ao músico "em data a anunciar".

José da Ponte foi compositor, baixista e produtor musical, tendo iniciado a atividade artística em 1976, com a participação no álbum "Homo Sapiens", um projeto do compositor José Luís Tinoco.

Com a cantora Lena d'Água e o teclista Luís Pedro Fonseca, Zé da Ponte fundou, em 1980, os Salada de Fruta, grupo que protagonizou sucessos como "Robot". Ao trio inicial juntaram-se, como convidados, Guilherme Inês (bateria), Moz Carrapa (guitarra) e Rui Cardoso (saxofone).

José da Ponte trabalhou na área de publicidade e fundou, em 1983, os estúdios de gravações áudio Namouche. Foi um dos administradores da SPA.

Agir, que, em março, completa 28 anos, é o nome artístico de Bernardo Correia Ribeiro de Carvalho Costa, filho do cantor Paulo de Carvalho e da atriz Helena Isabel.

O músico começou a gravar as suas próprias composições aos 12 anos e, até ao lançamento do seu primeiro álbum, "Agir", em julho de 2010, as suas músicas eram disponibilizadas gratuitamente através da rede social "YouTube".

Com o projecto TribUrbana, com Milene Candeias, participou no Festival RTP da Canção, em 2007, com o tema "Dá-me a lua", que se classificou na 4.ª posição.

Em 2008, participou no álbum "Do amor", de Paulo de Carvalho, no tema "O meu mundo", do qual é coautor. Com o pai participou em alguns concertos, nomeadamente em 2009, no Museu do Oriente, em Lisboa.

No primeiro trimestre do ano passado, editou o novo álbum "Leva-me a sério", que sucedeu à "mixtape" lançada em março de 2014, "Agir is coming".

Lusa