Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

A Samsung vai comprar o Tidal?

Jornal norte-americano New York Post avança que o serviço de streaming poderá estar à venda

O Tidal poderá muito em breve passar para as mãos da Samsung. O serviço de streaming, pertença de Jay-Z, não se tem conseguido impôr no mercado face à concorrência do Spotify e da Apple Music.

O Spotify era, aliás, um dos candidatos à compra do Tidal, mas a multinacional sul-coreana estará melhor posicionada para a aquisição da plataforma. Segundo algumas fontes, Jay-Z terá mesmo sido visto na sede da Samsung em Silicon Valley, Califórnia.

O New York Post avança ainda que as negociações estão em marcha, sendo que tanto o Tidal como a Samsung não querem prestar, para já, quaisquer declarações em relação ao caso.

Desde a sua criação que o Tidal se tem envolvido em algumas polémicas. Para além do cepticismo dos utilizadores em relação ao serviço em si, a empresa sofreu várias alterações de pessoal ao longo do último ano.

Apesar de ser a única plataforma a disponibilizar para streaming os álbuns novos de Rihanna e de Kanye West, o Tidal não tem também conseguido combater a pirataria - sendo que, no caso do rapper, isso foi especialmente notório: há mesmo quem diga que The Life of Pablo é o álbum mais pirateado de sempre.

Ainda esta semana, o Tidal foi processado pelo duo pós-rock The American Dollar por alegada violação de copyright e falta de pagamento de royalties.

O grupo pede 5 milhões de dólares (cerca de 4 milhões e 600 mil euros) ao Tidal, que emitiu já um comunicado em que diz não ser o responsável pelo pagamento desses mesmos royalties, tendo posteriormente removido toda a música dos The American Dollar do seu serviço.

Tudo somado, a instabilidade vivida pelo Tidal - e que grosso modo não acontece com o Spotify e a Apple - terá levado Jay-Z a ponderar vender o serviço. Resta saber se tal se verificará.