Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Michael Gira emite comunicado sobre acusação de violação: “Foi um momento romântico felizmente não consumado”

O líder dos Swans foi acusado pela ex-colaboradora Larkin Grimm de a ter violado

Michael Gira respondeu às acusações de violação de que é alvo, por parte de uma antiga colaboradora, Larkin Grimm. O líder dos Swans admite que passou uma noite com Grimm, mas que foi tudo consensual - e que nem sequer existiu relação sexual.

Num comunicado distribuído através da agência Howlin' Wuelf, Gira revela que "há oito anos atrás, enquanto ainda era casado com a minha primeira mulher, a Larkin Grimm e eu caminhámos em direcção a um momento romântico e consensual que, felizmente, não foi consumado", ao contrário do que diz a cantautora, que acusa Michael Gira de a ter violado enquanto ela dormia.

O músico prossegue: "Tal como ela escreveu nas redes sociais, eu disse 'isto não está correcto' e o nosso encontro íntimo acabou de forma brusca e total. Foi um erro estranho".

Gira diz ainda que, à altura, contou todo o caso à sua mulher e pediu-lhe perdão pelos seus atos. "A minha esperança é que a Larkin consiga apaziguar os demónios que existem na sua alma desde há muito", conclui.