Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

A resposta virulenta da mulher de Michael Gira, depois de ver o marido acusado de violação

Jennifer Gira diz que Larkin Grimm sofre de "distúrbios mentais" e exige um pedido de desculpas público

O caso que opõe Michael Gira a uma antiga colaboradora, Larkin Grimm, promete dar que falar. A cantautora acusou o líder dos Swans de assédio sexual e violação.

Grimm publicou ontem um longo texto nas redes sociais em que dá conta do caso, ocorrido em 2008, e finalizou-o com uma demonstração pública de apoio a Kesha, que também denunciou um caso de abuso sexual envolvendo o seu produtor.

A mulher de Michael Gira, Jennifer, já reagiu entretanto ao caso. Jennifer acusa Grimm de ter "distúrbios mentais" e exorta-a a fazer um pedido de desculpas público, rejeitando quaisquer acusações proferidas contra o seu marido.

De acordo com Jennifer Gira, Grimm terá inventado a história por ainda se sentir "rejeitada" após a sua saída da Young God Records, editora pertença de Michael Gira que editou Parplar, disco de Larkin Grimm, em 2008.

Jennifer Gira revela ainda que a cantautora terá enviado no passado dezenas de mensagens a Michael Gira, contendo declarações de amor, assédios vários, discursos de ódio e ameaças. A mulher do músico diz ainda ter provas de que as acusações de Grimm são falsas.

Não só isso, como ainda revelou ter sido, ela própria, vítima de uma tentativa de violação, pelo que não pode senão sentir empatia por mulheres que tenham passado pelo mesmo. "Há uma canção no novo álbum dos Swans que o Michael [Gira] escreveu para mim (e na qual canto) que foi uma tentativa amorosa dele me ajudar a ultrapassar esse momento na minha vida", diz.

Jennifer Gira diz ainda que todos aqueles que têm criticado publicamente o seu marido "deveriam ter vergonha" e lamenta que a imprensa musical online "encare como um facto o que alguém com distúrbios mentais coloca no Facebook".

Leia aqui o texto completo de Jennifer Gira: