Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Lorde homenageou David Bowie (e o filho dele gostou)

Tributo da cantora neozelandesa a David Bowie foi um dos momentos da noite

Para além da entrega dos prémios aos vencedores, a cerimónia de ontem dos Brit Awards teve um condão especial: um tributo a David Bowie, conduzido por Lorde e pela banda do falecido músico, que assim se reuniu pela primeira vez em dez anos.

Ao contrário da homenagem feita por Lady Gaga uma semana antes, nos Grammys, este tributo não contou com grandes momentos visuais, mas não foi por isso menos emotivo.

A banda de Bowie começou por interpretar um curto medley de canções como "Space Oddity", "Rebel Rebel, "Let's Dance", "Fame", "Under Pressure" e "Heroes", antes de Lorde se juntar a ela, em palco, para cantar "Life On Mars?".

A cantora neozelandesa vestiu-se para a ocasião, envergando uma camisa branca e colete preto, evocando o Thin White Duke de Bowie, personagem que apresentou ao mundo nos anos 70 com o álbum Station To Station.

David Bowie foi, aliás, um vencedor póstumo, tendo sido galardoado com o Prémio Ícone dos Brit Awards, que foi colectado pelo ator britânico Gary Oldman, amigo de longa data do falecido músico.

Oldman aproveitou também para prestar homenagem a Bowie, dizendo dele que "enfrentou a sua doença com enorme coragem, dignidade e humor. Quando me ligou a dar as más notícias - o seu cancro -, de imediato replicou com 'a boa notícia é que as minhas maçãs do rosto voltaram'".

O primeiro filho de David Bowie, Duncan Jones, elogiou este tributo ao falecido pai, ao contrário do que havia dito a respeito da homenagem levada a cabo por Lady Gaga. O realizador de cinema agradeceu o momento no Twitter, escrevendo "simplesmente maravilhoso. Obrigado".

Veja aqui o discurso de Gary Oldman e o tributo de Lorde a David Bowie, com a banda deste: