Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

As últimas palavras de David Bowie

Gary Oldman prestou homenagem ao falecido músico - e seu amigo de longa data - com um discurso emotivo

A cerimónia de ontem dos Brit Awards contou com uma homenagem a David Bowie, concretizada por Lorde e pela banda do falecido músico, que assim se reuniu pela primeira vez em dez anos.

O momento foi apresentado pelo ator britânico Gary Oldman, amigo de longa data de Bowie, que aproveitou a ocasião para relembrar os últimos meses de vida deste.

Subindo ao palco para receber um prémio em nome de David Bowie, o de Ícone dos Brit Awards, Oldman revelou algumas das últimas conversas que teve com o músico.

"A música deu-me 40 anos de experiências extraordinárias. Permitiu-me ter tantos momentos de companheirismo quando me sentia só, e meios de comunicação sublimes quando quis tocar as pessoas. Foi a minha porta para a percepção e a casa onde moro", terá dito Bowie, aqui citado por Oldman.

O ator deixou, ele próprio, algumas palavras de apreço por Bowie. "Ao longo da sua carreira, o David desafiou e alterou a nossa compreensão deste meio, quer na música, quer na vida", disse, acrescentando, "valorizou a originalidade, a experimentação, a exploração, e, à sua maneira, lembrou-nos de nunca nos levarmos demasiado a sério".

Oldman partilhou ainda uma história que revela bem o sentido de humor de David Bowie: " [Bowie] enfrentou a sua doença com enorme coragem, dignidade e humor. Quando me ligou a dar as más notícias - o seu cancro -, de imediato replicou com 'a boa notícia é que as minhas maçãs do rosto voltaram'".