Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alyokhina, das Pussy Riot

Getty Images

Pussy Riot comparam Donald Trump a Vladimir Putin. “São dois palhaços perigosos”

Nadezhda Tolokonnikova, da banda russa, diz que o candidato à presidência dos Estados Unidos poderia ser um bom comediante. Declarações surgem depois de Putin e Trump trocarem elogios publicamente

Nadezhda Tolokonnikova, da banda russa Pussy Riot, falou sobre Donald Trump em entrevista à Rolling Stone, defendendo que o candidato à presidência dos Estados Unidos provavelmente daria um bom comediante e comparando-o ao presidente russo, Vladimir Putin.

"Vejo semelhanças entre Trump e Putin porque ambos gostam de provocar o público", diz Tolokonnikova, "artistas e punks e músicos devem provocar o público, políticos devem servir o interesse público. O papel deles não é expressar a sua individualidade, fazer gestos malucos como o Trump e o Putin fazem".

A artista diz que vai fazer o que puder para impedir a eleição de Trump, incluindo escrever uma canção sobre ele. Estas declarações surgem depois de o candidato republicano e o presidente russo terem trocado elogios publicamente. "Se quiserem ir para o Havai passar bons tempos, apoio-os", diz ainda, "sim. Força. Mas não quero ver dois palhaços perigosos como presidentes de grandes países".

Em novembro passado, Trump disse que se daria muito bem com Putin caso chegasse a presidente, dando a entender que tinha ficado a conhecer o presidente russo "muito bem" depois de ambos terem participado no programa de informação televisivo 60 Minutes.

Ficou depois provado que nem sequer se chegaram a cruzar nas gravações, mas Putin respondeu, dizendo aos jornalistas que considerava Trump "um homem brilhante e muito talentoso".