Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Caso Kesha: Demi Lovato volta-se contra Taylor Swift

“Prefiro falar sobre mulheres que admitem ter sido violadas do que atirar o meu dinheiro a alguém”, disse a cantora

Demi Lovato criticou o gesto de Taylor Swift, que doou 250 mil dólares a Kesha após esta ter perdido uma batalha legal contra o seu produtor, Dr. Luke, o qual acusou de a ter abusado sexualmente.

"Se levarem alguma coisa a Capitol Hill [metonímia para o Congresso dos Estados Unidos] ou falarem abertamente sobre algo, aí ficarei impressionada", escreveu Lovato, na sua conta pessoal do Twitter.

O comentário provocou uma reacção dos fãs de Taylor Swift, que interpretaram as palavras de Lovato como uma crítica à cantora de 1989.

Lovato já respondeu, dizendo que não se tratava de uma crítica concreta a Taylor Swift. No entanto, a ex-estrela da Disney esclareceu que se encontra "farta de mulheres a usar o 'feminismo' para vender as suas marcas sem ter conversas desconfortáveis".

Não só isso, como ainda disse que "nem toda a gente tem 250 mil dólares para dar às pessoas", afirmando ainda que prefere "falar sobre mulheres que admitem ter sido violadas do que atirar o meu dinheiro a alguém". Quanto a Taylor Swift, ainda não respondeu às críticas de Lovato.