Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Grammys: As sentidas homenagens a Lionel Richie, Lemmy, B.B. King e Glenn Frey dos Eagles

Além de David Bowie, também Lemmy, B.B. King e Glenn Frey foram homenageados nos Grammys depois de terem falecido. Lionel Richie foi a excepção

Começou com John Legend, ao piano, transitou para Demi Lovato em registo superlativo, seguiu para Luke Bryant e Meghan Trainor e Tyrese para terminar, em apoteose, com o próprio Lionel Richie. A homenagem ao antigo cantor dos Commodores distinguiu-se de todas as outras que aconteceram nesta edição dos Grammys não só pela jovialidade demonstrada em palco como pela participação do próprio homenageado.

Todos juntos entoaram "All Night Long", depois de terem percorrido um reportório que começava nos Commodores, com "Easy" mas que ainda passou por "Hello", "Penny Lover", "You Are" e "Brick House".

A vida e a obra de Lionel Richie já tinham sido celebradas nos dias anteriores em festas que antecederam a cerimónia dos Grammys mas foi no palco do Staples Center que teve lugar o grande final de uma celebração que ainda contou com a vitória do prémio Personalidade do Ano, da MusiCares.

Dave Grohl, na plateia, assobiava e dançava. Só mais tarde subiria ao palco para apresentar a homenagem a Lemmy Killmister. "Ele era o rock'n'roll" disse enquanto dava entrada aos Hollywood Vampires de Alice Cooper, Joe Perry e Johnny Depp, nesta ocasião reforçados por Duff McKagan e Matt Sorum, dos Guns N'Roses.

Depois de um tema do seu reportório, os Hollywood Vampires partiram para a inevitável "Ace of Spades" que se espera virem a repetir em Lisboa, no Rock in Rio.

Mais pacato, mas não menos sentido, foi o tributo a B.B. King protagonizado por Gary Clarck Jr., Bonnie Raitt e Chris Stapleton. Cada um a seu modo mostrou a importância de "Thrill Is Gone" para o cancioneiro norte-americano.

Glenn Frey, dos Eagles, falecido em janeiro também foi alvo de homenagem, desta vez com os seus colegas dos Eagles a interpretarem "Take It Easy" com Jackson Browne, um dos autores da canção.