Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Adele proíbe Donald Trump de usar a sua música em campanha

Cantora junta o seu nome a uma lista de artistas que não querem ter nada que ver com o candidato republicano

Após Donald Trump, candidato à presidência dos Estados Unidos, ter utilizado duas canções suas em comícios, Adele reagiu - e proibiu-o de o voltar a fazer.

De acordo com um representante da cantora britânica, Adele "não deu permissão para que a sua música fosse utilizada em qualquer campanha política".

A autora de "Hello" junta-se, assim, a nomes como Steven Tyler, Neil Young ou Michael Stipe, que também impediram o republicano de utilizar canções suas. A excepção foi Dee Snider, dos Twisted Sister, que permitiu que "We're Not Gonna Take It" fosse utilizada em campanha.