Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Antigo companheiro de banda de Marilyn Manson deseja a sua morte

“Pelos vistos é mesmo verdade que só os bons morrem cedo”, escreveu Madonna Wayne Gacy

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Madonna Wayne Gacy, músico que tocou com Marilyn Manson entre 1989 e 2007, escreveu no Facebook que tem pena que o antigo companheiro de banda ainda esteja vivo.

A propósito da morte recente de David Bowie, Lemmy Kilmister e numerosos outros músicos, escreveu Gacy: "Estou espantado com a quantidade de músicos e entertainers que partiram nos últimos 30 dias... é uma pena o Brian Warner [nome verdadeiro de Marilyn Manson] não ser um deles".

"Pelos vistos, aquele velho clichê de que só os bons morrem cedo é mesmo verdade", acrescentou, enumerando uma série de danças que gostaria de fazer na campa de Marilyn Manson.

"Será que estamos realmente no fim dos tempos, e [o fim do mundo] começa pelos músicos?", interroga-se. "A melhor coisa que [Manson] pode fazer para preservar a sua herança é pôr uma bala na cabeça e provar a sua integridade".

Gacy considera, porém, que Manson já está de forma "lenta e não intencional a suicidar-se, um comprimido de cada vez. Há anos que ele quer morrer", rematou ainda.