Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Black Sabbath e Bill Ward: nem para fazer o último concerto eles se entendem

O baterista original da banda (segundo a contar da direita, na foto), que já tinha ficado de fora desta última digressão, deverá também falhar o último concerto

Ao que tudo indica, o maior desejo dos fãs dos Black Sabbath não se irá concretizar. Após ter falhado aquela que será a última digressão de sempre da banda, o baterista Bill Ward estará igualmente de fora do último concerto dos Black Sabbath, impedindo assim que a há muito aguardada reunião da formação original aconteça em pleno.

As divergências entre Bill Ward e os restantes Black Sabbath datam de 2012, quando o baterista recusou fazer parte desta reunião, alegando problemas contratuais. Contudo, segundo Ozzy Osbourne, a realidade era a de que Ward estaria demasiado fora de forma para poder seguir em digressão...

Agora, o baixista Geezer Butler clama que a banda propôs a Bill Ward atuar no último concerto de sempre dos Sabbath, em setembro, mas que este terá recusado. Algo que o baterista já veio desmentir: "Nunca recebi nenhuma oferta. O meu management questionou o deles sobre a possibilidade de eu tocar na reunião. Disseram-nos que não havia interesse", disse, em declarações à Rolling Stone.

O músico acrescenta, ainda, que não se encontra disposto a tocar num concerto apenas, e que só aceita voltar ao leme da bateria dos Sabbath se o puder fazer durante toda a digressão. "Não vou validar as declarações deles sobre o meu estado de saúde tocando num só concerto", rematou.

A última digressão dos Black Sabbath começou no início deste mês e continuará até 21 de setembro, com um concerto em Phoenix, Estados Unidos. O lugar de Bill Ward na bateria será ocupado por Tommy Clufetos, membro da banda de Ozzy Osbourne.