Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Don Henley e Bob Seger reagem à morte de Glenn Frey

Colegas de banda e de profissão homenagearam o guitarrista dos Eagles, falecido aos 67 anos

Don Henley comentou já a morte de Glenn Frey, seu colega nos Eagles, e co-autor de "Hotel California", o êxito maior da banda norte-americana. O vocalista disse de Frey que este era "como um irmão".

Num comunicado, Henley escreve ainda que "a ligação que forjámos há 45 anos nunca se quebrou, nem quando os Eagles se dissolveram durante 14 anos" e dizendo do colega que "tinha um conhecimento enciclopédico da música popular, e uma ética de trabalho que não o fazia desistir".

Despedindo-se do colega, o músico continua: "Cruzar-me com Glenn Lewis Frey, nos anos 70, mudou a minha vida e teve um grande impacto nas vidas de milhões de pessoas por todo o mundo. Todos os dias dou graças por ele ter sido parte da minha vida".

Para além de Don Henley, também Bob Seger, amigo e antigo colaborador de Frey, prestou tributo ao guitarrista. "Sempre pensei nele como o meu irmão mais novo. Tinha um magnífico sentido de humor", disse.

Para Seger, Frey era, de facto, o líder dos Eagles. "Não se enganem: ele era quem liderava a banda. Nunca duvidem disso, e todos eles vos dirão que é verdade", comentou. O músico acrescentou ainda: "Sempre que o vi nos últimos dez, onze anos, ele mostrava-se muito agradecido aos fãs e espantado por poder continuar a fazer isto com esta idade".