Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

David Bowie poderá já ter sido cremado

O Daily Mirror diz que a cremação ocorreu pouco depois da morte do músico, sem qualquer cerimónia pública ou privada

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Numa altura em que muitos se interrogavam sobre como seria o funeral de David Bowie, desaparecido no passado domingo aos 69 anos, o jornal britânico Daily Mirror noticia que o músico foi cremado em Nova Iorque pouco depois da sua morte.

Segundo este jornal, o britânico terá deixado claro que queria partir «sem estardalhaço», e sem qualquer funeral ou cerimónia pública ou privada.

O Daily Mirror garante saber que nem a família nem amigos assistiram à cremação de David Bowie, que dissera só querer ser lembrado pelos bons tempos que com eles tinha partilhado e pela música que fizera.

O jornal acrescenta que, neste tipo de «cremação direta», o defunto é recolhido no local da sua morte e transportado até ao crematório, sendo cremado depois de preenchidos os devidos formulários. Esta será uma das formas mais económicas de serviço fúnebre, custando entre 640 e 820 euros.

Ainda que, aparentemente, tenha optado por este discretíssimo método, David Bowie será homenageado na cerimónia dos Brit Awards, em fevereiro, e num concerto no Carnegie Hall, em Nova Iorque, a 31 de março, cujos bilhetes esgotaram em poucas horas. The Roots, Cyndi Lauper, Jakob Dylan e Mountain Goats são alguns dos artistas que participarão no concerto, cantando temas de David Bowie.