Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

À atenção de Prince: Nova tecnologia permite aos artistas "desligar" telefones do público em salas de espetáculos

Em breve poderá ser possível fazer de um concerto uma zona livre de telemóveis. A Yondr explica como.

É certo que o uso de smartphones alterou radicalmente a forma como se vê um concerto. Hoje em dia, é bastante comum ir a um espetáculo e dar de caras com um mar de telemóveis em frente do palco, captando tudo o que é dito ou feito pelo artista.

São vários os músicos que têm desencorajado esta "prática". O caso mais mediático será Prince, mas também Father John Misty ou os Neutral Milk Hotel pertencem ao grupo anti-smartphone; o primeiro já se insurgiu, em palco, contra o uso de telemóvel em concertos, e os segundos proibiram quaisquer fotografias quando atuaram no NOS Primavera Sound, no Porto, em 2014.

Agora, uma empresa de tecnologia pretende ajudar estes músicos - e também aliviar o vício de quem usa constantemente o seu smartphone. A Yondr criou uma bolsa especial que permite "trancar" um telemóvel no seu interior, num espaço pré-definido como "livre". Tal permitiria a um utilizador manter o seu telemóvel no bolso, estando apenas privado de o utilizar, sendo que para o fazer bastaria sair desse espaço, onde poderia destrancar a bolsa.

De acordo com fontes norte-americanas, alguns espaços em São Francisco estão já a utilizar esta tecnologia, com o comediante Dave Chappelle a surgir como uma das primeiras figuras públicas a querer utilizá-la. Será que as salas de espetáculos portuguesas poderão em breve estar livres dos smartphones?