Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Keith Flint, dos Prodigy, acusado pelos Anonymous de praticar caça à raposa

Músico britânico diz que tem «a consciência limpa». Recorde-se que a capa do mais recente álbum da banda é uma fotografia de uma raposa.

Keith Flint, vocalista dos Prodigy, já reagiu às acusações feitas pelo grupo de hackers Anonymous de que seria praticante de caça à raposa. O «desporto» é proibido no Reino Unido, mas o músico diz ter «a consciência limpa» e que apesar de ter ido passear a cavalo com caçadores «nenhum animal foi caçado ou morto».

Segundo notícias divulgadas em jornais, Flint abraçou uma nova vida no campo e comprou vários cavalos de caça: «o seu entusiasmo pelo desporto é motivo de conversa nos círculos de caça de Essex», disse uma fonte.

Na mensagem escrita pelo músico na página de Facebook dos Prodigy, lê-se: «no que diz respeito a uma história que circula sobre mim neste momento - sim, vivo em Essex e tenho alguns cavalos. Fui passear a cavalo com caçadores locais, foi apenas um passeio e nenhum animal foi caçado ou morto, portanto tenho a consciência limpa. Não é a minha cena e não vou voltar a fazê-lo».

Na capa de The Day is My Enemy, o mais recente álbum dos Prodigy, está uma fotografia de uma raposa (veja abaixo).

Capa de The Day is My Enemy, dos Prodigy

Capa de The Day is My Enemy, dos Prodigy

O grupo de hackers Anonymous divulgou um vídeo ameaçador como reação às primeiras notícias sobre Flint ser caçador. Uma pessoa com máscara diz: «chegou-nos aos ouvidos que aquele Keith tem um fetiche por matar animais. Chegou-nos aos ouvidos que o Keith anda a passar tempo com criminosos do partido conservador enquanto vai com eles caçar raposas», acrescentando de seguida que o músico é um «cretino traidor» por renegar aquilo que a sua banda sempre representou.

«Antes, tínhamos muito respeito por ti - admirávamos a tua arte, a tua raiva, a tua visão e o teu corte de cabelo, mas agora os Anonymous enviam-te esta mensagem porque destróis aquilo que defendemos. Ainda tens uma oportunidade de mudar, Keith. Um ano deve chegar. Espera por nós», ouve-se ainda. Veja o vídeo abaixo.