Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

AC/DC: Factos & Guitarradas

Banda australiana regressa a Portugal a 7 de maio para um concerto no Passeio Marítimo de Algés. Conheça aqui alguns factos sobre a banda - recuperados à edição de novembro de 2008 da BLITZ.

  • Os pais de Malcolm e Angus Young, de Glasgow, na Escócia, emigraram para a Austrália com os seus filhos em 1963. Um dos filhos que ficaram no Reino Unido, Alex, formaria os Grapefruit, banda psicadélica que assinou pela Apple dos Beatles. Alex conheceu os Fab Four em Hamburgo onde também trabalhou como músico.
  • Outro membro da família Young que encetou carreira musical foi George que formou os Easybeats, a primeira grande exportação musical da Austrália, ainda nos anos 60. George Young daria depois uma ajuda no arranque da carreira dos AC/DC.
  • Antes de iniciarem carreira no rock, Malcolm e Angus tiveram diversos empregos. Malcolm foi afinador de máquinas numa fábrica e Angus trabalhou numa gráfica, sendo que um dos seus primeiros trabalhos foi uma revista de «porno soft» chamada Ribald.
  • O nome AC/DC foi criado pelos irmãos Young depois de verem a sigla (que significa corrente alternada/corrente contínua, em português) na parte de trás de uma máquina de costura que pertencia à irmã Margaret.
  • O primeiro concerto dos AC/DC aconteceu na noite de fim de ano de 1973 numa discoteca de Sydney chamada Chequers.
  • A irmã de Angus, usando provavelmente a mesma máquina que inspirou o nome dos AC/DC, fez-lhe o seu primeiro uniforme escolar que popularizou em palco. «Ela explicou-me que assim as pessoas teriam alguma coisa para ver. O meu irmão George disse-me, "usa-o e ficarás rico"», recordou Angus Young.
  • Quando começaram, os AC/DC viviam todos juntos numa casa na zona pobre de Melbourne.
  • Nos primeiros tempos, a composição dos AC/DC mudava constantemente. Bon Scott entrou para o grupo como resultado de uma dessas mudanças, substituindo Dave Evans. Scott era já um veterano tendo pertencido a duas importantes bandas australianas, os Valentines e os Fraternity.
  • Malcolm Young sobre os concertos dos AC/DC: «Se não sairmos de palco a suar em bica e absolutamente estoirados então é porque o concerto não valeu realmente a pena».
  • Bon Scott nunca fingiu que as suas letras eram algo de mais: «Não são poesia, isso certamente que não. Não me apanham a escrever sobre flores e árvores».
  • Em 1976, os AC/DC, então a viver em Londres para projetarem a sua carreira internacional, conseguiram uma residência no lendário clube Marquee, às segundas-feiras à noite. Os seus concertos eram tão explosivos e atraíam tanta gente que rapidamente começaram a bater os recordes de vendas de bilhetes desse clube.
  • O primeiro concerto dos AC/DC na costa oeste dos Estados Unidos, em 1977, aconteceu no igualmente lendário Whisky a Go-Go.
  • No início da carreira, a música enérgica dos AC/DC serviu muitas vezes de base para que os classificassem como punk, que era afinal o som do momento. Os AC/DC nunca aceitaram, no entanto, o rótulo: «Somos um grupo de rock and roll e não gostamos que nos descrevam como punk!», disse Angus à revista New York Rocker em 1977.
  • O maior ídolo musical de Angus Young foi sempre Chuck Berry.