Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Festivais

Morte no festival Mad Cool, em Espanha, causa controvérsia

A organização do festival emitiu um comunicado no qual explica porque não cancelou o evento

A organização do festival Mad Cool, que se realizou em Madrid, emitiu um comunicado no qual lamenta a morte de Pedro Aunión Monroy, acrobata que caiu de uma altura de cerca de 40 metros enquanto atuava no palco principal.

O festival justificou, também, o facto de não ter cancelado o evento imediatamente a seguir a este incidente. Meia hora após a queda de Monroy, os Green Day atuaram naquele mesmo palco.

"Essa decisão [de não cancelar] foi feita imediatamente entre as autoridades locais e a nossa equipa de segurança", pode ler-se. "Cumprimos todas as medidas de segurança obrigatórias para o público, os artistas e os trabalhadores do festival, e estávamos preparados para qualquer eventualidade".

"Nesta situação, ter uma massa tão grande de pessoas a abandonar o recinto, com a possibilidade de existirem reações violentas devido a um cancelamento súbito, foi oficialmente declarado inseguro", explicam.

"Ao longo da noite e desde a tragédia, trabalhámos de forma coordenada com os profissionais de saúde presentes no evento, bem como com os serviços de emergência do município e com a equipa de segurança. Uma equipa de psicólogos foi disponibilizada à família [da vítima]".

"Acreditamos que a música e a cultura são uma celebração da vida e o festival homenageia todos os artistas que trabalham todos os dias, mostrando os seus talentos em frente a públicos que os apreciam", escrevem ainda.